quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Piadinhas de Loira

A LOIRA NO ZOOLÓGICO!!!
Ao chegar perto da jaula do Leão, ela viu uma placa: CUIDADO COM O LEÃO!
Mais à frente, outra jaula, outra placa: CUIDADO COM O TIGRE!
Mais à frente: CUIDADO COM O URSO!
Depois chega a uma jaula que está vazia e leu: CUIDADO: TINTA FRESCA!
Desesperada, a loira corre aos gritos: GENTEEEEEE! O TINTA FRESCA FUGIU! O TINTA
FRESCA FUGIU!!!!
...
CONTRA-MÃO
A Polícia diz para uma loira: Dirigindo na contramão! A senhora não está vendo para onde está indo?
- Não. Mas deve ser muito ruim, está todo mundo voltando.
...
ESCUTANDO VOZES
O psiquiatra pergunta para a loira:- Costuma escutar vozes, sem saber quem está falando ou de onde vêm?
- Sim...Costumo!
- E quando isso acontece?
- Quando atendo o telefone!

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

'No fim dá tudo certo, se não deu é porque ainda não chegou ao fim'

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Recebi este texto por e-mail. Achei muito interessante e apesar de não saber de quem é a autoria, resolvi divulgar.

ALÔ DO BRASIL
Os brasileiros acham que o mundo todo presta, menos o Brasil, realmente parece que é um vício falar mal do Brasil. Todo lugar tem seus pontos positivos e negativos, mas no exterior eles maximizam os positivos, enquanto no Brasil se maximizam os negativos. Aqui no BRASIL.

O QUE UMA ESCRITORA HOLANDESA Fa Holanda, os resultados das eleições demoram horrores porque não há nada automatizado. Só existe uma companhia telefônica e pasmem!: Se você ligar reclamando do serviço, corre o risco de ter seu telefone temporariamente desconectado.

Nos Estados Unidos e na Europa, ninguém tem o hábito de enrolar o sanduíche em um guardanapo - ou de lavar as mãos antes de comer. Nas padarias, feiras e açougues europeus, os atendentes recebem o dinheiro e com mesma mão suja entregam o pão ou a carne.

Em Londres, existe um lugar famosíssimo que vende batatas fritas enroladas em folhas de jornal - e tem fila na porta.

Na Europa, não-fumante é minoria. Se pedir mesa de não-fumante, o garçom ri na sua cara, porque não existe. Fumam até em elevador. Em Paris, os garçons são conhecidos por seu mau humor e grosseria e qualquer garçom de botequim no Brasil podia ir pra lá dar aulas de 'Como conquistar o Cliente'.Você sabe como as grandes potências fazem para destruir um povo? Impõem suas crenças e cultura. Se você parar para observar, em todo filme dos EUA a bandeira nacional aparece, e geralmente na hora em que estamos emotivos.

Vocês têm uma língua que, apesar de não se parecer quase nada com a língua portuguesa, é chamada de língua portuguesa, enquanto que as empresas de software a chamam de português brasileiro, porque não conseguem se comunicar com os seus usuários brasileiros através da língua Portuguesa.

Os brasileiros são vitimas de vários crimes contra a pátria, crenças, cultura, língua, etc... Os brasileiros mais esclarecidos sabem que temos muitas razões para resgatar suas raízes culturais.
Os dados são da Antropos Consulting:

1. O Brasil é o país que tem tido maior sucesso no combate à AIDS e de outras doenças sexualmente transmissíveis, e vem sendo exemplo mundial.
2. O Brasil é o único país do hemisfério sul que está participando do Projeto Genoma.
3. Numa pesquisa envolvendo 50 cidades de diversos países, a cidade do Rio de Janeiro foi considerada a mais solidária.
4. Nas eleições de 2000, o sistema do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) estava informatizado em todas as regiões do Brasil, com resultados em menos de 24 horas depois do início das apurações. O modelo chamou a atenção de uma das maiores potências mundiais: os Estados Unidos, onde a apuração dos votos teve que ser refeita várias vezes, atrasando o resultado e colocando em xeque a credibilidade do processo.
5.. Mesmo sendo um país em desenvolvimento, os internautas brasileiros representam uma fatia de 40% do mercado na América Latina.
6. No Brasil, há 14 fábricas de veículos instaladas e outras 4 se instalando, enquanto alguns países vizinhos não possuem nenhuma. 7. Das crianças e adolescentes entre 7 a 14 anos, 97,3% estão estudando. 8. O mercado de telefones celulares do Brasil é o segundo do mundo, com 650 mil novas habilitações a cada mês.
Na telefonia fixa, o país ocupa a quinta posição em número de linhas instaladas. 10. Das empresas brasileiras, 6.890 possuem certificado de qualidade ISO-9000, maior número entre os países em desenvolvimento. No México, são apenas 300 empresas e 265 na Argentina.
11. O Brasil é o segundo maior mercado de jatos e helicópteros executivos. Por que vocês têm esse vício de só falar mal do Brasil?

1. Por que não se orgulham em dizer que o mercado editorial de livros é maior do que o da Itália, com mais de 50 mil títulos novos a cada ano?
2. Que têm o mais moderno sistema bancário do planeta?
3. Que suas agências de publicidade ganham os melhores e maiores prêmios mundiais?
4. Por que não falam que são o país mais empreendedor do mundo e que mais de 70% dos brasileiros, pobres e ricos, dedicam considerável parte de seu tempo em trabalhos voluntários?
5. Por que não dizem que são hoje a terceira maior democracia do mundo?
6. Que apesar de todas as mazelas, o Congresso está punindo seus próprios membros, o que raramente ocorre em outros países ditos civilizados? 7. Por que não se lembram que o povo brasileiro é um povo hospitaleiro, que se esforça para falar a língua dos turistas gesticula e não mede esforços para atendê-los bem?

Por que não se orgulham de ser um povo que faz piada da própria desgraça e que enfrenta os desgostos sambando. É! O Brasil é um país abençoado de fato. Bendito este povo, que possui a magia de unir todas as raças, de todos os credos.
Bendito este povo, que sabe entender todos os sotaques. Bendito este povo, que oferece todos os tipos de climas para contentar toda gente.

Bendita seja, querida pátria chamada Brasil!!

sábado, 13 de dezembro de 2008

Música: Canudinho (Ratto)
Se eu tivesse um canudinho. Eu chupava você. Pra dentro do meu mundinho. Pra comigo viver. Pra comigo viver. Se eu tivesse um canudinho. Eu me enchia de você. E acabava com o vazio. O vazio de viver. Se eu pudesse te liquefazer. Eu te bebia até ficar de porre. Você me embebeda. Você me enlouquece. Ai meu Deus como é que você pode ? Se eu tivesse um canudinho. Eu chupava você. Pra dentro do meu mundinho. Pra comigo viver. Pra comigo viver. Se eu tivesse um canudinho. Eu chupava você. Pra dentro do meu mundinho. Pra comigo viver. Pra comigo viver.

Eu também quero!


Por Alinne Teles
Enquanto no Brasil o acesso a cultura ainda é muito restrito, totalmente elitizado. E parece que as instituições fazem de tudo para manter essa privação à cultura, na Inglaterra, o governo vai financiar ingressos de teatro aos jovens entre 18 e 26 anos. Vai funcionar assim: a partir de 2009 e até 2011, um dia por semana, os teatros vão oferecer ingressos gratuitos a jovens, com o intuito de incentivar a inclusão social. Aproximadamente 95 teatros, incluindo o famosíssimo National Theatre, em Londres, já se inscreveram no esquema que vai custar cerca de 5 milhões aos cofres ingleses. O Ministério da Cultura do Brasil deveria seguir o exemplo e incentivar um pouquinho mais o acesso a cultura em nosso país. E quando eu falo em cultura, me refiro a tudo, até ao teatro. Porque no Brasil as pessoas têm o velho hábito de achar que incentivar a cultura, principalmente para a população carente, é colocar a meninada para bater latinha, aprender a fazer caixinhas em oficinas de cartonagens, ou mesmo colocar os baixinhos para dançar um fank. Isso também é legal, mas nós queremos mais. Para realmente haver uma inclusão social por meio da cultura é necessário baratear o preço dos ingressos, de teatro, shows e cinema, sim. Melhorar os padrões das bibliotecas escolares e incentivar a leitura também. Ah, e muito importante, baixar a quantidade de impostos para a publicação de livros, filmes, CD ou qualquer outra produção cultural. Eu também quero ter direito a inclusão social por meio da cultura mais acessível.

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Que bonitinhoooo!!!!

video

“Amor é quando você sai para comer e oferece suas batatinhas fritas, sem esperar que a outra pessoa te ofereça as batatinhas dela.”

Governo anuncia medidas para combate a diarréia econômica

Por Alinne Teles
Gentem como a gentem. Estou ficando preocupadíssima. A equipe econômica brasileira composta pelo Ministro Guido Mantega e o presidente do Banco Central, Henrique Meireles, adoro esse nome, anunciaram uma série de medidas de combate à crise que vão afetar diretamente o caixa do governo brasileiro. O país já mobilizou mais de R$ 250 bilhões, isso mesmo, R$ 250 bilhões para combater a “diarréia econômica” (termo utilizado pelo excelentíssimo presidente da Republica, Luiz Inácio Lula da Silva, ao se referir à crise econômica mundial). Essa grana foi colocada no mercado à disposição de linhas de créditos e incentivos fiscais. Quer dizer, o governo já esta injetando dinheiro na classe média para segurar a economia, e depois, vem com o papo de que está tudo na perfeita sintonia. O dinheiro já está saindo do bolso do governo para a classe média. Quase que o governo está pagando para a galera comprar. Depois dessa, provavelmente os próximos passos da equipe econômica brasileira será colocar um banner bem grande na porta do Banco Central com a seguinte frase: Vamos às compras! Prova disso é que até uma redução nas alíquotas de Imposto de Renda e descontos no Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), aquele cobrado no ato da compra de veículos novos, já foi anunciado. Meninos... A coisa realmente está feia. É preciso planejar, pensar muito, muito, muito antes de gastar qualquer centavo. Para o governo retirar dinheiro do próprio bolso e reduzir impostos é porque o caso é sinistro mesmo.

Cadê o Obama?


segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Um Katrina dentro de mim

Por Alinne Teles
Estou dentro de um redemoinho. Aliás, o ventinho já se transformou numa verdadeira tempestade tropical, um furacão categoria 5. Parece que tem um Katrina morando dentro do meu ser mais íntimo e profundo. Há duas semanas meu coração parecia normal, pulsava entre 60 e 80 vezes por minuto, cerca de 100 mil batidas por dia. Mas a situação mudou. Agora, como diria os franceses, mon pauvres coeur (meu pobre coração), chega a pulsar até 160 vezes por minuto. Uma verdadeira arritmia cardíaca. E isso tudo porque descobri um sentimento ímpar, arrebatador, que transformou o meu ser em apaixonado. Nunca pensei que viveria essa emoção e o friozinho na barriga. Sinto as borboletas em meu estômago. Pela primeira vez em toda a minha existência, resolvi dar um basta e viver essa nostalgia, esse sonho que mais parece de cristal de tão frágil e delicado que é. Resolvi assumir tudo e não mais me importar com a opinião alheia. Resolvi que também tenho o direito de ser feliz. Com essa atitude, terei pelo menos uma chance de preencher todo o vazio que existe dentro de mim. Por isso, resolvi abrir para o mundo o que tenho feito nas últimas duas semanas. Jogo na loteria na segunda e na quinta-feira. Risco seis números e pago R$1,75. Vou ganhar na Mega Sena. Conhecer o mundo e a felicidade nas paradisíacas praias da Nova Zelândia. Passear pelo mar Adriático e fazer compras em Milão. Aos finais de semana descansar nos históricos cafés de Paris. E para não cair na rotina, viajar para Dubai e fazer compras no maior Shopping Center do mundo. Mas não pense que irei sumir no mundo gastando dinheiro que nem louca. Sempre voltarei para casa e com a bolsa cheia de lembrancinhas. Uai, pensou que eu estava falando de quê?

sábado, 6 de dezembro de 2008

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Seja um idiota

A idiotice é vital para a felicidade.Gente chata essa que quer ser séria, profunda e visceral sempre. Putz! A vida já é um caos, por que fazermos dela, ainda por cima, um tratado? Deixe a seriedade para as horas em que ela é inevitável: mortes, separações, dores e afins. No dia-a-dia, pelo amor de Deus, seja idiota! Ria dos próprios defeitos. E de quem acha defeitos em você. Milhares de casamentos acabaram-se não pela falta de amor, dinheiro, sexo, sincronia, mas pela ausência de idiotice. Trate seu amor como seu melhor amigo, e pronto. Quem disse que é bom dividirmos a vida com alguém que tem conselho pra tudo, soluções sensatas, mas não consegue rir quando tropeça? hahahahahahahahaha!... Alguém que sabe resolver uma crise familiar, mas não tem a menor idéia de como preencher as horas livres de um fim de semana? Quanto tempo faz que você não vai ao cinema? É bem comum gente que fica perdida quando se acabam os problemas. E daí, o que elas farão se já não têm por que se desesperar? Desaprenderam a brincar. Eu não quero alguém assim comigo. Você quer? Espero que não. Tudo que é mais difícil é mais gostoso, mas... a realidade já é dura; piora se for densa. Dura, densa, e bem ruim. Brincar é legal. Entendeu? Esqueça o que te falaram sobre ser adulto, tudo aquilo de não brincar com comida, não falar besteira, não ser imaturo, não chorar, não andar descalço, não tomar chuva. Pule corda! Adultos podem (e devem) contar piadas, passear no parque, rir alto e lamber a tampa do iogurte. Ser adulto não é perder os prazeres da vida - e esse é o único "não" realmente aceitável. Teste a teoria. Uma semaninha, para começar. Veja e sinta as coisas como se elas fossem o que realmente são: passageiras. Acorde de manhã e decida entre duas coisas: ficar de mau humor e transmitir isso adiante ou sorrir... Bom mesmo é ter problema na cabeça, sorriso na boca e paz no coração! Aliás, entregue os problemas nas mãos de Deus e que tal um cafezinho gostoso agora? "A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios... Por isso, cante, ria, dance, chore e viva intensamente cada momento de sua vida, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos..."
Arnaldo Jabor

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Children See, Children Do


video


Não sei de quem foi à idéia, mas o vídeo é genial!

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008


Eu ensinei tudo a ela! Rsss!!!



video